OPS vai desenvolver novo aplicativo

Share Button

A OPS - Operação Política Supervisionada - está se preparando para desenvolver o novo aplicativo que deverá ser mais intuitivo e com formato de game. Você poderá participar desse projeto e assim ajudar a disseminar informações como esta:

Desde fevereiro de 2015 até dezembro do ano passado, Câmara e Senado gastaram juntos R$ 438 milhões apenas com a maldita verba indenizatória, valor suficiente para pagar o novo piso salarial dos professores a 190.534 profissionais do ensino, número equivalente a 36,5% do total de professores do país.

Divulgação da Atividade Parlamentar é a rubrica que lidera o ranking de despesas na Câmara, seguida de perto pelas despesas com passagens aéreas. Locações de veículos e despesas com a manutenção do escritório político também se destacam na lista que ainda conta com serviços de consultoria, aquisição de combustíveis e lubrificantes, telefonia e serviços postais, dentre outros.

Como já dito aqui, a verba indenizatória é um recurso financeiro de origem pública e que, na contramão do que determina a Lei Federal Nº 8.666, é utilizado por parlamentares sem nenhum tipo de licitação. O deputado ou senador basta apresentar a nota fiscal, em alguns casos apenas recibo, ao departamento financeiro da Casa a que faz parte e pronto. O dinheiro vai para a conta do político instantaneamente sem burocracia ou fiscalização.

A Operação Política Supervisionada – OPS - trava uma luta desigual com os parlamentares que insistem em fazer deste recurso, extensão de seus salários. 61 parlamentares já foram denunciados pela OPS no Ministério Público e TCU, não necessariamente nesses dois simultaneamente, pelas mais diversas irregularidades encontradas pelos auditores e colaboradores da operação.

Atualmente a OPS conta com um site que permite visualizar de maneira clara as despesas efetuadas pelos políticos com a verba indenizatória, podendo acessar estatísticas de gastos, notas fiscais, recibos e até dados das empresas fornecedoras dos serviços e produtos aos parlamentares.

O aplicativo OPS Fiscalize, outro recurso da OPS e que por um ano ajudou a operação a encontrar notas fiscais suspeitas, vai passar por uma reformulação profunda nos próximos meses e eu, Lúcio Big, estou lhe convidando a fazer parte da elaboração inicial do projeto.

A ideia é criar um novo aplicativo que disponibilize os dados da maldita verba indenizatória, além de dados da assiduidade parlamentar, processos no STF, projetos propostos e etc. Tudo isso com recursos de game, o conhecido “Gamification” que é a estratégia de interação entre pessoas e empresas com base no oferecimento de incentivos que estimulem o engajamento do público com as marcas de maneira lúdica.

Você pode fazer parte da primeira etapa de criação do aplicativo contribuindo com ideias e sugestões neste link.

Veja o convite assistindo a este vídeo que tem ainda algumas notícias absurdas!

Escrito por Lúcio Big

torne_se_patreon2

AVISO AOS 'J'ÊNIOS DE PLANTÃO: As opiniões expressas pelos autores e leitores são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião do Canal do Otário.