sábado , 20 / setembro / 2014
Nióbio (alguns comentários)

Nióbio (alguns comentários)

Share Button

Fantasia ou Realidade?

Muitas coisas tem sido faladas sobre o Nióbio, especialmente em posts no Facebook e vídeos no Youtube, porém, a grande maioria das informações, não passam de especulações ou teorias da conspiração sem qualquer fundamento.

O vlogueiro Pirulla fez 2 vídeos excelentes abordando este assunto (vale a pena conferi-los a seguir), onde ele esclarece vários mitos a cerca do Nióbio (as imitações apresentadas nos vídeos também ficaram muito legais rsrs)

Este é o primeiro vídeo:

E este é o segundo vídeo… onde ele esclarece mais alguns pontos e rebate algumas críticas que recebeu no primeiro.

Existe também um blog que, desde 2011, já alertava sobre falsas notícias divulgadas a respeito do Nióbio. (Verdades e Mentiras sobre o Nióbio, para visitar a página, clique aqui)

Resumo

Muita gente me mandou emails e mensagens através do Facebook, Twitter e Youtube para que eu fizesse algum vídeo ou comentário no site sobre este assunto, então, resolvi fazer este Post, onde tentarei resumir os principais tópicos (verdades e mitos) envolvendo o Nióbio.

O que é o Nióbio?

O Nióbio (Nb) é o elemento de número atômico 41 na tabela periódica, classificado como metal de transição. (mais informações clique aqui)

A Importância do Nióbio

O Nióbio é um elemento de extrema importância e utilizado em aplicações na construção civil, na indústria mecânica, aeroespacial, naval, automobilística, medicina, dentre outros setores (inclusive na produção de super-condutores).

98% do Nióbio é produzido no Brasil

– O Brasil é o maior produtor de Nióbio no mundo, seguido bem de longe pelo Canadá, que produz apenas 1,5%.

Nióbio é controlado por extrangeiros - FALSO

– o Nióbio é controlado principalmente pela Família Moreira Salles (atualmente, a família mais rica do Brasil – clique aqui para mais detalhes), através da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração – CBMM, com sede em Araxá-MG.

– Nos últimos anos, empresas japonesas, chinesas e sul-coreanas, adquiriam quase 30% na participação da empresa (mais detalhes aqui). Não há nada de errado nisto, empresas brasileiras também possuem participações em empresas estrangeiras (como a Gerdau, que possui participações em siderúrgicas americanas – mais detalhes aqui), geralmente isto acontece para que a empresa adquira vantagens comerciais e tributárias, ou ainda, para contornar barreiras protecionistas imposta por governos.

Inglaterra dita o preço do Nióbio - FALSO

– Quem dita o preço do Nióbio é a própria CBMM, que é o maior produtor de Nióbio do Mundo. Estes preços servem inclusive de referência para as firmas concorrentes, como a Anglo American Brasil e a canadense Cambior.

A CBMM é uma empresa nacional (com participação estrangeira) que extrai, processa, fabrica e comercializa produtos à base de Nióbio.

– O preço do Nióbio está diretamente relacionado ao comportamento da demanda mundial pelo metal, que é restrita e cíclica, associada principalmente à realização de grandes projetos que utilizam aços fortalecidos pelo Nióbio como: gasodutos, refinarias, plataformas de exploração de petróleo, etc.

Preço do Nióbio é pouco valorizado – FALSO

– Nos últimos anos (especialmente após 2006), devido ao grande investimento em infraestrutura feito pelo governo Chinês, a China tornou-se o maior importador da liga ferronióbio brasileira, ultrapassando os EUA e os países europeus, o que impulsionou o preço do Nióbio de forma considerável (ver tabela a seguir)

Precos Niobio
(Fontes: MME/paginas 21 e 28 e DNPM/página 2)

Nióbio não possui substitutos - FALSO

Titânio, Vanádio e Molibdênio são elementos utilizados para produzir em ligas características semelhantes ao Nióbio. Portanto, substituindo-o em diversas aplicações (para mais informações, clique aqui: páginas 130 e 140).

– A vantagem do Nióbio em relação aos seus substitutos é que ele possui maior resistência; A desvantagem é que o Nióbio é mais caro.

– O gráfico a seguir, mostra uma comparação percentual entre o preço do Nióbio e seus substitutos (no período entre 2008 e 2011)

Untitled
(Fonte: Iamgold/página 7)

– como pode ser observado, este é um dos motivos que faz com que o preço do Nióbio não seja mais elevado do que ele é atualmente, já que o Vanádio e o Molibdênio são cerca de 50% a 60% (respectivamente) mais baratos que o Nióbio.

Contrabando de Nióbio nas fronteiras utilizando indígenas - FALSO

– A extração do Nióbio não é feita como a extração do ouro, é necessário uma complexa gama de equipamentos e processos químicos para que o Nióbio seja extraído de forma a possuir algum valor comercial. Tornando inviável um processo artesanal (para mais detalhes, clique aqui: página 3)

Sonegação de impostos e sub-faturamento - POSSÍVEL

– Isto é muito complicado de se verificar ou comprovar, porém, é possível que o Nióbio, vendido pela CBMM para o exterior, tenha o valor da tonelada subfaturado. Ou seja, depois que o Nióbio deixa o Brasil, as subsidiárias nos três continentes: Europa (CBMM Europe BV-Amsterdam), Ásia (CBMM Asia Pte – Cingapura) e na América do Norte (Reference Metals Company Inc.-Pittsburgh), revendam o minério para o resto do mundo com valor maior do que o estipulado no Brasil, lesando os cofres do Governo Federal e do Estado de Minas Gerais, que tem participação nos lucros da mineradora.

– Seria necessário uma investigação do Ministério Público sobre isto (aliás, parece eles já estão de olho, para mais informações clique aqui)

– porém, um ponto desfavorável a esta teoria, é que seria economicamente inviável que os seus concorrentes conseguissem manter a venda do minério a preços tão “baixos” como os praticados pela CBMM, mas eles conseguem ;o)

Não existem impostos cobrados sobre a extração do Nióbio - FALSO

Impostos e royalties são cobrados na exploração mineral de todas as riquezas do subsolo brasileiro (para mais detalhes, clique aqui)

Nióbio é estratégico para os Estados Unidos

Em documentos divulgados pelo Wikileaks (em 2010), foi mostrado que o Nióbio, era (e é) considerado um dos itens vitais para a segurança norte americana. Mas é importante ressaltar que, basicamente, tudo no mundo é estratégico para os Estados Unidos ou China, afinal, estes países são grandes consumidores de matéria prima de um modo geral ;o) (para mais informações, clique aqui: pagina 83)

CPI dos Correios – FALSO – a não ser que alguém me mostre uma fonte confiável sobre isto

Em 2006, na CPMI dos Correios, o publicitário Marcos Valério, operador do mensalão, teria feito uma ironia com a “caixa-preta” do Nióbio. Ele teria declarado que o contrabando de Nióbio é que sustentava os partidos políticos. A frase: “o grosso do dinheiro vem do contrabando do Nióbio”, atribuída ao Valério é forte, mas não achei nenhuma referência confiável no Google e, sinceramente, duvido que ele tenha sido tão direto assim. A única citação confiável a respeito disto está no Volume II do Relatório Final dos Trabalhos da CPMI dos Correios, pag. 551 (veja aqui), mesmo assim, nada é falado sobre financiamento de partidos políticos através do Nióbio. Caso alguém tenha outras informações confiáveis, pode me mandar ;-)

O Nióbio é a solução para o fim da fome e da miséria no Brasil - FALSO

– Apesar dos impostos e royalties pagos sobre a extração e exploração do Nióbio para o governo, os maiores beneficiados com a extração do minério são a família Moreira Salles e muito provavelmente um seleto grupo de políticos.

Nióbio é mais valioso que Ouro – FALSO

– 1 kg da liga de ferronióbio (Fe-Nb) custa cerca de $40 (dólares).
– 1 kg de ouro custa aproximadamente $43.000 (dólares).

Gold Chart

– mas, vale ressaltar que são necessários pequenas quantidades de Fe-Nb para obter resultados siginicativos no aumento de resistência e produção de materiais mais leves. Com apenas 400g por tonelada de aço, o Nióbio confere ao produto características de resistência mecânica, tenacidade e soldabilidade.

– Por exemplo: $9 (dólares) de Nióbio por carro leva a uma redução de cerca de 100 kg no peso do veículo, trazendo redução no consumo de combustível de aproximadamente 1 litro a cada 200 km (para mais detalhes, clique aqui: página 4)

– O Nióbio “cru” não possui valor comercial significativo… é necessário criar uma liga de ferronióbio ou Óxido de Nióbio para que seja agregado valor comercial ao produto (e isto é realizado por grandes siderúrgicas).

Brasil, eterno exportador de matéria prima

– Não será aumentando impostos, royalties ou mesmo o valor do Nióbio ou de outros minérios, que fará com que o Brasil pare de perder suas riquezas naturais para outros países. A verdadeira agregação de valor está na produção de tecnologias que transformem a matéria prima brasileira em riqueza para o país!

– Ao longo de toda a sua história, o Brasil sempre foi um grande fornecedor de matéria prima (ou commodities) e grande consumidor de produtos manufaturados… e esta triste realidade persiste…

– Portanto, não é apenas o Nióbio que poderia trazer riquezas para o país, mas sim, todas as commodities que o Brasil exporta para depois importá-los sob a forma de produtos industrializados (o vídeo a seguir, feito pelo vlogueiro Dâniel Fraga, trata um pouco sobre este assunto, confira)

Espero ter ajudado a esclarecer alguns pontos e contribuído para reduzir a propagação de informação sem fundamento.

Um grande abraço a todos,

Otário A. Anonymous

Doacao2

116 comentários

  1. Esclarecedor, técnico, ponto. Encontrei após receber este vídeo – http://www.youtube.com/v/YRuHMopKkfc?version=3&am… – e buscar respostas. Trabalho excelente, vc fala muito bem. Agora, cara, "indiozinhos", pega leve.

  2. Bacana, estou vendo o segundo vídeo e sua correção. Valeu.

  3. O NIÓBIO É UM MINÉRIO RARISSIMO, USADO NO MUNDO Q EM QUASE TODAS A SITUAÇÃO QUE ELE É APLICADO NÃO TEM SUBSTITUIÇÃO, NÃO A EUROPA QUEM TEM Q DITAR O PREÇO, HOJE VALE MUITO MAIS DO QUE SE PAGA, TEM A SUA SAÍDA QUASE COM CONTRABANDO, POIS, PASSAM UMA IDEIA Q É UM MINERAL COM MUITO POUCO VALOR! ENTÃO PORQUE O OURO TAMBÉM NÃO É BARATO, JÁ QUE FOI ENCONTRADO PELO MUNDO TODO, ESTE MINÉRIO SÓ TEM EM DOIS LUGARES. ESTÃO PAGANDO MUITO BEM PARA DESVALORIZAR O NIÓBIO, SE NÃO TEM TANTO VALOR ASSIM PORQUE CHAMA TANTA ATENÇÃO, DEIXA LA VAI DETONA A NATUREZA POR POUCO! http://anonopsbrazil.blogspot.com.br/2013/07/wiki

    • Caso aumente o valor agregado da liga de Nióbio as empresas irão partir para outras ligas assim inviabilizando o comércio… Lei da oferta e da procura…

  4. HOJE É EXTRAÍDO O TITÂNIO QUE VALE MAIS Q O OURO DO MESMO LUGA Q SAI O NIÓBIO VAI VEM É POR ISSO!

  5. acredito que quem descobrir a minatem direito de explorar, sei que há registro do subsolo. com certeza essa familia deve ter um influência politica.

  6. Me engana que eu gosto! Quem foi que te mandou desmentir o que se escreve sobre o Nióbio?

  7. Prezado "Otário", preciso fazer uma correção importante, no que realmente interessa. O comércio INTERNACIONAL de Nb não é controlado pelo Brasil, a empresa Anglo American (Inglaterra) domina o mercado internacional explorando uma única mina aqui em Goiás (todo o Nb dessa mina é para o mercado externo) veja em: http://www.mme.gov.br/sgm/galerias/arquivos/plano

  8. Sugiro pesquisar no arquivo digital da biblioteca nacional, os jornais de 1950 até 1960 e você verá que todo esse escândalo já foi denunciado há mais de 50 anos e com uma riqueza de detalhes impressionante. Você falou muita coisa certa aqui, inclusive onde vc diz que a acusação pode ser possível, no sub-faturamento, é porque é tão gritante esse sub faturamento que chega a ser ridículo tornando-o impossível de ser negado. Agora contabilize o valor que deixou de ser pago por 50 anos colocando o valor do nióbio onde ele realmente merece. No metal que permitiu a corrida espacial.

  9. 1 kg da liga de ferronióbio (Fe-Nb) custa cerca de $40 (dólares).
    – 1 kg de ouro custa aproximadamente $6.300 (dólares).

    o grama do ouro está cotado em U$ 6,30,sim pois 1 kg. 1000 gramas
    U$ 6,30 x 1000= 6.300,00
    o grama do ouro está cotado em U$ 40,00,média

  10. Prezado Otário, e sobre os resíduos gerados pela extração e beneficiamento do Nióbio. Por que não abordou sobre isso? será mito que os rejeitos são radioativos? e que nas cidades onde são explorados esses mineral apresentam índices alarmantes de câncer?

  11. Você foi muito gentil com os adjetivos a este cavalheiro. Acho que posso acrescentar safado, pilantra, ladrão sem me preocupar em errar. Me causa náuseas ele e sua quadrilha e espero sinceramente e este seja o ultimo governo do PT no Brasil.

  12. Assisti o video que fala do Nióbio, achei bem bacana, já fiz essa pesquisa, só um adendo, conversando com uma pessoa que trabalha na CBMM descobri que o Nióbio não é usado só em Foguete ou Ponte, mas também é muito usado pela indústria automobilística, infelizmente só pela indústria automobilística de luxo, pois além de deixar o ferro mais leve deixa também muito mais resistente. Um pequeno exemplo em uma HUMMER é usado cerca de 500g de Nióbio. Valeu !!! Abraço

  13. Os artigos do Cel Gélio Fregapani, no Defesa.Net são sofríveis…

    Mas ele tem um público fiel e igualmente neurótico que reverbera a estupidez do seu mestre.

  14. So não entendo ate hoje, o porque que o presidente LULA assim que entro para o governo foi fazer acordo com a CBMM em troca do financiamento do inicio do bolsa família: http://youtu.be/W64tlxtGOno

    • Pois é Marcio Teixeira, esses palhaços de circo pensam que todo mundo é trouxa.

      • Vocês sabem que programa é este ? Estou procurando no Google e não achei este “Conexão Brasil”.

        • Ele é produzido pela TVE do Rio Grande do Sul.

          Atualmente ele é transmitido em rede nacional juntamente com a Rede Brasil (EBC).

          Porém, parece que esse programa específico foi gravado na época do primeiro mandato do Lula. Naquela época nem existia Rede Brasil.

          Acho difícil encontrar o vídeo original, a não ser que alguém tenha gravado e tenha a cópia.

        • Esquece o que eu disse antes, são programas diferentes.

          Esse programa Conexão Brasil é de rádio e não consegui descobrir de qual emissora. Ele foi ao ar em 2001 depois da eleição do Lula e antes dele tomar posse em 01/01/2002.

  15. Esse negocio do Niobio é culpa do pt eles estão saqueando o pais

  16. Otário… Há um produto chamado Rare Earth. Ele é relativamente novo e os minerais de sua produção são encontrados no Brasil como em nenhum outro lugar no mundo. A China produz 95% e o Brasil não produz por falta de tecnologia. Pesquise se te interessar. Abraço

  17. Olá, parabéns pelo post! Sou engenheira e, por ter estudado e trabalhar na região próxima a Araxá, já tive várias oportunidades de visita à CBMM. Só complementando o que você disse, o Nb é usado como elemento de liga para os aços de alta qualidade e, por isso, essencial em indústrias de ponta como aeroespaciais, automotivas e outras muitas. Além disso, o óxido do Nb, também um produto da CBMM, é utilizado na fabricação de lentes e óptica em geral. Não acredito que a CBMM venda o Nb subfaturado como a líder do mercado global. Se tiverem a curiosidade, verá que é uma empresa extremamente lucrativa, onde os funcionários tem um programa muito bom de PL além de benefícios como bolsas de estudos para filho e (pasmem) casa própria por conta da CBMM. É uma empresa em expansão, com muito investimento revertido pra região e principalmente para Araxá (é só perguntar!). No mais, o ponto principal é válido: o Brasil se detém em exportar a matéria prima e não desenvolve a tecnologia necessária para a melhor utilização de nossas riquezas. É uma pena pois nossas siderúrgicas estão sofrendo muito com a concorrência chinesa.

  18. Otário acho muito bom os seus vídeos, cara da para você fazer um vídeo ou publicação sobre o tema do imposto único e como seria se o mesmo fosse aplicado no Brasil, valeu !!!!!

Deixe seu comentário!