A LISTA DE R$ 2,8 MILHÕES

Share Button

O ESTÁDIO

O Estádio Nacional de Brasília é moderno, grande, bonito e admirado. 

mané garrincha

Mas é também assunto entre vários setores da sociedade, não apenas pelos adjetivos citados, mas por ele ser o estádio mais caro até agora construído para a Copa do Mundo de 2014 e ainda, por estar localizado numa cidade onde o futebol não tem relevância se compararmos com Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Amazonas, Pará, Maranhão, Ceará, Fortaleza, Piauí, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Paraná. Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Acho que só tem mais relevância que em Roraima, mas lá não tem estádio para a Copa do Mundo.

A BENEVOLÊNCIA

O IFC, Instituto de Fiscalização e Controle requereu junto à Terracap, cópia do documento onde constam nomes dos beneficiários dos pares de ingressos que foram "gentilmente" cedidos pelo Governo do Distrito Federal (GDF).

- Isso mesmo! O GDF, num "ato puro de benevolência", resolveu agraciar algumas pessoas com pares de ingressos para assistirem aos jogos da Copa das Confederações realizado em junho deste ano. São 509 nomes constantes na lista da Terracap, nomes que vão desde deputados distritais até mega empresários que têm interesses comerciais com o GDF.

GDF-004_detalhe

A Terracap, por meio de uma nota (veja aqui e aqui), informa que fez uma seleção "primorosa de personalidades", pois elas são pessoas de destaque em suas áreas de atuação, fazendo desta forma uma publicidade positiva da mega-obra.

O MINISTÉRIO PÚBLICO

O Ministério Publico Federal exige a devolução aos cofres públicos de mais de R$ 2,8 milhões. Valor este que corresponde aos ingressos cedidos e também aos camarotes igualmente presenteados.
A Promotora de Justiça, Dra. Maria Lúcia Morais exigiu, em seu despacho  (imagem abaixo), que o Governo do Distrito Federal e a Terracap informem em 48 horas quais as providências serão tomadas.

desp_detalhe

O GOLPE FATAL

Toda essa história de benevolências, justificativas e exigências não se comparam com a real situação que existe.
Inúmeras pessoas que estão na lista, sequer conhecem o Estádio Nacional por dentro, jamais receberam nenhum convite semelhante e rechaçam qualquer veiculação de seus nomes à lista da Terracap.


Além do ato de ceder ingressos dos jogos da Copa das Confederações já ser considerado mau uso do dinheiro público, pois não é admissível que o dinheiro público seja utilizado para esse tipo de benesse, o GDF, através da Terracap, parece ainda usar nomes de personalidades para justificar o desvio de um bom dinheiro público.

Diante de tantos atos odiosos, não é possível dizer o que é pior nisso tudo. Se é o crime de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, verificada na benevolência das doações de ingressos ou se é a mentira lavada e descabida em dizer que todas as pessoas da lista receberam os ingressos, sendo que muitas negam o fato.

Este é mais um simples exemplo de como o governo cuida do nosso dinheiro.

Sobre Lúcio Big

Lúcio Big, jornalista (MTE nº 0010764/DF), ativista no combate à corrupção e músico nas horas vagas.

6 comentários

  1. malditos políticos redução de 87% dos salários deles….

  2. Parabéns pela matéria!!! e por se aliar ao grande "Otário"!!!

  3. Obrigado a você e estamos nessa lutando até o fim.

  4. Parabéns pela matéria. Malditos políticos, mal posso prever o fim dessa palhaçada. Não a corrupção!

  5. tiago freedom and peace

    VAMOS LUTAR PELOS NOSSOS DIREITOS!!!!!!
    ODEIO POLITICOS!!!!!!!

  6. É isso ai Lúcio, vamos nos unir pra acabar com essa bandidagem. Fico muito feliz em saber que tantas pessoas estão ajudando nessa caminhada. Não desistam amigos. Já começamos colher os frutos do nosso trabalho. Parabéns Lúcio.

Assinantes do site tem descontos especiais na loja! Bronze (5%), Prata (10%), Ouro (20%) e VIP (30%)! Saiba mais, clique aqui - Dispensar